Embalagem para área agrícola e seu impacto no comércio

O processo de embalagem teve início no século XIX à medida que novas tecnologias possibilitaram que os produtos de fabricantes e agricultores fossem enviados às lojas em formatos pré-embalados. Pela primeira vez, essas tecnologias permitiram que produtos agrícolas fossem transportados, de forma segura, assim que colhidos, até o local de venda.

Isso também significava que os fabricantes podiam embalar os produtos de um modo atraente para os comerciantes vendê-los

É indispensável saber também que a legislação determina que os tipos de embalagem para área agrícola utilizadas nas culturas de todo o país devem ser devolvidas, depois de lavadas e inutilizadas, nos locais indicados na nota fiscal de venda.

Esses locais são as mais de 400 unidades de recebimento – programa de logística reversa de embalagens vazias de defensivos agrícolas – e possui cerca de 5 mil recebimentos itinerantes, que acontecem por ano no Brasil.

O uso adequado da embalagem para área agrícola

Toda embalagem precisa de cuidados adequados de acordo com a sua função, isto é, o tipo de produto ou material que ela irá embalar é o que irá nortear as atenções necessárias.

Mas uma embalagem para área agrícola parece ser ainda mais desafiadora por estar inserida em um contexto que envolve a natureza e elementos sensíveis.

Por isso, esse tipo de embalagem precisa ser bem planejada desde o inicio de sua produção até o descarte final, conforme vimos acima.

O manuseio adequado da embalagem para área agrícola permite que o material seja encaminhado para a reciclagem e utilizado na fabricação de 33 artefatos, de conduítes corrugados e tubos de esgoto até novas embalagens de defensivos agrícolas.

A embalagem para área agrícola serve para:

  • Selagem;
  • Secagem de Cereais;
  • Proteção de colheitas (fertilizantes e inseticidas);
  • Reservatórios de Água;
  • Construção Civil (Impermeabilização);
  • Construção de galpões;
  • Armazenamento.

O trajeto da embalagem para área agrícola depois de usada

Somente sendo direcionadas para os responsáveis adequados, as embalagens pós-consumo poderão ser utilizadas pelas recicladoras parceiras, que respeitam os padrões preestabelecidos de segurança, qualidade e rastreabilidade, as regras dos órgãos ambientais e as exigências legais.

Os artefatos produzidos pelas recicladoras homologadas pelo Inpev são controlados e têm seu uso aprovado para comercialização.


Regiões onde a Embalagem Ideal atende Embalagem para área agrícola:


Principais regiões do Brasil onde a Embalagem Ideal atende Embalagem para área agrícola: