Por que o plástico polipropileno é tão usado na confecção de embalagens

Um dos mais versáteis termoplásticos, o plástico polipropileno vem sendo amplamente utilizado na composição de diversas embalagens. Considerado inerte química e biologicamente, esse tipo de plástico é derivado do propeno e possui autorização do Ministério da Saúde para ter contato com diversos produtos, servindo desde à indústria farmacêutica até à alimentícia, perecíveis ou não.

O uso do plástico polipropileno (PP) pode trazer vantagens para as demandas industriais, uma vez que ele apresenta diferenciais competitivos, se comparado com outras matérias-primas. Sua flexibilidade, baixo custo e o excelente desempenho em diversos processos de transformação ampliam as oportunidades de aplicação no mercado.

Acompanhe a seguir outros detalhes sobre o plástico polipropileno e os pontos positivos da sua utilização na área de embalagens.

Benefícios que o plástico polipropileno oferece na confecção de embalagens

Esse tipo de plástico contém uma resina com alta versatilidade de aplicações e processos, o polipropileno apresenta diversas vantagens em relação a outros elementos de fabricação.

É interessante destacar que sua baixa densidade torna as embalagens mais leves, com menor custo de transporte e, por conseguinte, gera menos custos em suas etapas de produção. Já em relação ao seu desempenho, o termoplástico possui ótima processabilidade, gerando menores ciclos fabris e alto desempenho de produtividade.

Outro aspecto positivo é a sua dinâmica satisfatória com alimentos envasados, que pode ocorrer sem acarretar danos, tendo em vista que esse tipo de plástico polipropileno é um material atóxico e, sendo assim, não interage prejudicialmente com os produtos alimentícios.

Confira a seguir as principais características desse tipo de plástico:

  • Baixo custo;
  • Elevada resistência química;
  • Fácil coloração e moldagem;
  • Atóxico;
  • Baixa absorção de umidade;
  • Alta resistência à fratura por flexão.

Processamento do polipropileno

A maneira mais comum de dar origem ao plástico polipropileno é por meio do processo de termoformagem.

Esse processo é empregado para a produção de artigos descartáveis e embalagens rígidas, como aquelas usadas para margarina, por exemplo.

As embalagens feitas com o plástico polipropileno, através da termoformagem, proporcionam a conservação da qualidade e do sabor dos produtos, além da garantia de segurança, inviolabilidade, leveza, facilidade no uso e praticidade, podendo ser experimentadas nos dois extremos de temperatura (do freezer ao micro-ondas), sem prejuízo nenhum.


Regiões onde a Embalagem Ideal atende Plástico polipropileno:


Principais regiões do Brasil onde a Embalagem Ideal atende Plástico polipropileno: